Entre Sonhos e Sorrisos...

Entre Sonhos e Sorrisos...
"Vou-me "vestindo" da vida enquanto ela se vai "despindo" de mim..."

sábado, 28 de agosto de 2010

Encantamento

Hoje estou com a "pele" à flor da pele... hoje estou com o sonho a querer voar pela noite dentro... e de estrela cadente em estrela cadente chegar perto de ti... beijar-te ternamente, deitar-te no meu colo e fazer-te/ver-te dormir até que a manhã chegue...

Hoje estou contigo no meu colo e não te quero deixar partir… quero que o tempo se demore pela noite adentro, que as estrelas se encantem neste nosso encantamento… e que a lua se demore a deitar…

Hoje estou contigo em pensamento… na empatia de um momento… na empatia que virou sentimento… empatia que nasceu do encantamento de nos sabermos encantar.


por Isabel Reis
todos os direitos reservados

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Estás comigo e em mim...

Estás comigo e em mim... até mesmo quando não estás... até quando a lua se deita e é o sol quem me acompanha e me mima, tentando fazer-me esquecer a saudade que me queima por não te ter... desiste... não consegue... deixa que a lua volte... quem sabe... talvez consiga.

Estás comigo e em mim... até nas horas que não te lembro... que não te sinto... nas horas que te desejo sem saber…

Estás comigo e em mim... e a lua volta... sinto-a chegar... mesmo sem a ver… volta imponente num céu só seu... volta uma vez e outra mais, intervalada por um sol teimoso que não me larga... juntos vão tentando arrancar-me de ti com os seus carinhos desmedidos... tentam fazer-me esquecer o teu toque nos raios de sol quente que me acariciam... tentam arrancar-me o teu cheiro numa praia de areia fina, salgada por um mar que não a consegue deixar... tentam impedir-me de te sonhar oferecendo-me de bandeja um céu pintado a estrelas cadentes com os suspiros das ondas a embalar-me os sonhos… tentam pela calada que te esqueça… mas…
…mas tu estás comigo e em mim até mesmo quando não estás… ou não queres estar… entraste em mim lentamente… tão lentamente quanto me deixaste a ti chegar… sem nenhum dos dois perceber o que se estava a passar… e agora de mim já ninguém te consegue arrancar.


por Isabel Reis
todos os direitos reservados