Mensagens

A mostrar mensagens de Março 28, 2010

Sou feliz...

Imagem
Sou feliz com o que tenho, mesmo não tendo o que um dia sonhei ter… sou feliz pelo que já tive, mesmo quando tive o que sonhava e afinal não era bem o que julgava ser, sou feliz quando lembro o que desejei mas não alcancei, quando relembro o que amei e fui amada, mas também quando lembro o quanto amei mas fui ignorada… lembro as felicidades que tive, que tenho e que talvez ainda tenha para viver… lembro o quanto já sofri, o quanto sofro e o tanto que se calhar ainda tenho para sofrer… quem sabe mais do que para ser feliz... no entanto com todos os prós e os contras que me estão destinados… apesar do tudo que tenho e não tenho, do nada que não chegou a ser meu e do nada que foi… apesar disso de uma coisa tenho certeza… SOU FELIZ.

Sou feliz pela vida que corre em mim, pelo ar que respiro, sou feliz porque estou aqui e enquanto aqui estiver posso dar todas as cabeçadas do mundo, que mesmo assim enquanto o sol nascer para mim, tenho sempre um novo dia para viver, uma nova oportunidade para…

Estações da Vida

Imagem
Todos nascemos Primavera… caminhamos inseguros, com passos incertos vemos a erva nascer, as flores desabrochar, as árvores ganharem cor e vamos caminhando… caminhando, esperando encontrar sempre flores pelo caminho… mas os passos são incertos, frágeis, sem a sabedoria que só a caminhada nos proporciona, e aí vamos nós de encontro ao Verão, tropeçando nas pedras que simplesmente vem ao nosso encontro, fugindo dos ventos frios que teimam em surgir, tentando evitar as chuvas frias tão próprias da estação. Mas vamos em frente, mais seguros a cada manhã de que o sol está a chegar e com ele o calor do Verão, a juventude da vida, a inocência de quem julga que já sabe tudo… mas ainda não sabe nada… e o que sabe é tão pouco que bater nas paredes é coisa certa… é a lei da natureza enquanto o Verão chega… enquanto a vida se desenrola.

E chegou o Verão… aí estamos nós com toda a força… julgamos ser capazes de tudo… e assim com essa confiança até somos, embora por vezes o mais sábio é sossegar os i…

O Depois...

Imagem
Vejo a chuva cair lá fora… sinto-lhe o gosto na boca, embora as suas gotas frescas não cheguem até mim. Sinto o odor da terra molhada, dos frutos caídos pelo chão e relembro… Relembro aquela tarde ranhosa em que tudo começou, em que deitados na erva fria ainda molhada, ficamos juntinhos a olhar o céu cinzento, esperando que o sol se lembrasse de aparecer e que a chuva se esquecesse de cair… incapazes de nos olhar de frente, incapazes de dizer o que verdadeiramente sentíamos, mantendo uma conversa trivial para que o silêncio não aumentasse o nervosismo que se havia instalado. Estávamos tão nervosos os dois que quase podia jurar ter ouvido o teu coração bater, enquanto a medo tentava disfarçar o batimento do meu… já bastava as faces ruborizadas que sabia ter.

Falávamos do tempo, da vida, de tudo e de nada ao mesmo tempo, conhecendo-nos demoradamente, incapazes de reter tudo que ouvíamos, fazíamos de um tudo para esquecer o desejo que nos fazia apenas pensar/ansiar por um beijo… aquele be…

Prazeres

Meus… teus… nossos…

Chego-me perto de ti e tua voz treme, a tua respiração acelera e perdes-te no caminho. Encurto ainda mais a proximidade dos nossos corpos… já me sentes o cheiro no ar, já me sentes a respiração resvalar ao de leve em teu corpo, tua pele arrepia-se ao sentir-me.
Olho-te nos olhos e teu corpo vibra, estremece, enrijece… enlouquece… já não aguenta a tortura que a minha presença tão intensa lhe desperta.
Agarras-me então descontrolado, queres sugar-me a vida num só beijo, queres aplacar a loucura que o teu corpo sente num arrebate insano… E eu deixo-me ir… afinal… para quê lutar contra a urgência que eu mesma provoquei.

Deixo-me levar na tua loucura, paro de fingir que também não é minha, abro comportas e deixo o teu desejo entrar, para quem sabe o meu desejo sair… antes que ele que me ultrapasse os limites que lhe imponho, deixando-se arrebatar por urgências que não quero… assim paro e assumo que essas urgências também são minhas… assumo que esses desejos também são meus……

Sentimentos meus

Esta noite tomei uma decisão…

Por sentir demasiado a tua falta, a falta do teu corpo junto ao meu… de sentir o teu cheiro enquanto durmo, o calor do teu corpo na noite fria… cansada desta saudade que me domina tomei uma decisão. Estou aqui a ressacar-te, como um qualquer viciado, o meu corpo sente falta do teu, mais do que isso a minha alma é menos sem ti. Por isso hoje, depois de muito ressacar, depois de muito te sonhar, depois de dias inteiros a esperar-te tomei uma decisão. E senão consigo viver na lucidez sem ti, prefiro viver na loucura contigo.
Como tal, hoje vou deitar a cabeça na almofada, fechar os olhos e sentir-te aqui junto a mim mais uma vez. Vou imaginar que te deitas, que aconchegas o teu corpo junto ao meu, que me abraças, que me beijas e simplesmente dizes... "Boa noite amor"... Sim vou faze-lo mais uma vez, e mais outra, e todas as noites que tenho pela frente, para que a minha vida faça sentido como um dia já fez. Para acalmar o meu vicio e a tortura não s…