Entre Sonhos e Sorrisos...

Entre Sonhos e Sorrisos...
"Vou-me "vestindo" da vida enquanto ela se vai "despindo" de mim..."

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Seguir em frente...

Seguir em frente
Começar de novo
Mas por onde? Como?
Quantos de nós já nos perguntamos o mesmo…
Quando um ciclo se fecha
Quando algo chega ao fim sem darmos conta
Quando somos apanhados na avalanche da vida
Na roda-viva que não pára de nos surpreender
Quantos de nós já ficamos perdidos… sem saber o que fazer.
Por isso é fácil ouvir alguém chorar e dizer
- Esquece… não vale a pena chorar… não vale a pena sofrer
Mas ninguém se lembra do quanto dói… a não ser quando o está a viver…
E a gente olha à volta e pensa…
E agora que faço?
Por onde recomeço?
Em quem confio?
A gente olha à volta e não reconhece ninguém
Não se enquadra em nada
Sítio nenhum parece ser o certo para estar
Qualquer espaço aberto parece sufocar…
E então sem saber como… damos connosco em lugar nenhum
Deambulamos pelas ruelas da vida sem saber onde parar
Vagabundeamos pelos cantos… perdidos… esquecidos…
De vez em quando lá cruzamos o caminho de alguém
Alguém que nos reconhece e pergunta como estamos
E aí na solidão… na falta do abraço de sempre…
Aquele que nos amparava em qualquer momento
Aquele nos deitava para dormir…
E aí na solidão… na falta de um carinho… de um calor humano
Que nos relembre que estamos vivos
Que somos gente que sangra e sofre…
O sofrimento é demais para aguentar
Gritamos tudo que teimamos em calar
Gritamos o sufoco da dor que nos consome
Por vezes sem lembrar quem está a ouvir
Apenas para ouvir alguém… para sentir alguém
Para nos iludirmos brevemente… na ilusão de que não estamos sós…
E aí ouvimos o de sempre… o de quem não sabe o que dizer…
O de quem não tem noção da dimensão… da dor que nos corrói até às entranhas…
- Esquece… não vale a pena chorar… não vale a pena sofrer…
- Segue em frente com a vida e verás que tudo volta a acontecer
Mas quem quer pensar num novo começo
Quando ainda não aceitou que houve um fim
Quando ainda espera o dia que o amor fale mais alto
Que a vida traga de volta o que nos roubou…
Que a vida retome o seu caminho… os planos traçados… os sonhos sonhados…Que a vida devolva ao leito o amor que nos sufoca o peito.



Texto e foto por:
Isabel Reis
todos os direitos reservados

Sem comentários: